• biosafetyconsultoria

Minuto da Segurança: Capacete de Segurança


A cabeça é um dos membros mais sensíveis e frágeis do corpo. Mesmo sendo rígida, um impacto nessa região pode provocar consequências graves e até irreversíveis. No âmbito da Segurança e Saúde do Trabalho (SST), a cabeça é uma das grandes preocupações e para protegê-la é adotado o uso do capacete de segurança em muitas das atividades que ofereçam risco de queda ou colisão.


O uso do capacete de segurança não se restringe somente aos empregados, mas também aos empregadores e aos visitantes, mesmo que seja uma visita rápida.

O capacete de segurança é um Equipamento de Proteção Individual (EPI), confeccionado por polietileno de alta densidade, ou seja, um tipo de plástico extremamente rígido, oferecendo excelente proteção. Há diversos modelos com vários tamanhos diferentes, sua catraca articulada encaixa perfeitamente abaixo da nuca e sua altura é totalmente ajustável.

Além disso, existem os capacetes de segurança com a tira ou fita jugular que passa por debaixo do queixo, evitando que o capacete possa cair. Por isso, os capacetes de segurança com jugular são bastante utilizados nos trabalhos em altura.


Cuidados com o capacete de segurança

O capacete de segurança faz parte das medidas destinadas à segurança e saúde do trabalhador, portanto é de suma importância orientar e treinar o empregado sobre o uso adequado, a guarda e a conservação desse EPI.

Para o seu uso eficiente, é recomendado:

  • Sempre regular a suspensão corretamente ao diâmetro da cabeça;

  • Ajustar o tamanho da tira ou da fita jugular no queixo;

  • Sempre utilize o capacete com a aba voltada para frente;

  • Não utilizar o capacete para guardar ou carregar objetos, nem como travesseiro, banco, etc;

  • Não utilizar capacetes danificados ou com defeitos;

  • Não alterar o capacete pintando, furando ou riscando;

  • Mantenha o capacete e seus componentes sempre conservados e higienizados (utilize um pano macio umedecido com água e sabão neutro);

  • Evite utilizar ou emprestar o capacete para outras pessoas, pois trata-se de um equipamento de uso individual;

  • Armazenar o capacete de segurança corretamente, em local seco, ventilado, protegido da umidade, luz solar, calor e poeiras, visando não comprometer a eficiência e a vida útil do EPI;

  • Respeitar a sinalização e sempre utilizar o capacete nos locais de uso obrigatório;

  • Comunicar ao empregador, supervisor e/ou ao SESMT qualquer alteração no capacete que o torne impróprio para uso.

Por fim, é importante respeitar todas as normas e sinalizações de segurança, utilizar o capacete com responsabilidade e contribuir para um trabalho seguro, produtivo e com qualidade.


Quer aperfeiçoar a capacitação dos seus colaboradores?

Nós da Bio Safety Consultoria estamos preparados para auxiliar sua empresa nessas questões. Possuímos uma Plataforma de Treinamentos EAD perfeita para sua necessidade!

Clique Aqui e conheça nosso treinamento EAD de EPI:

https://biosafetyconsultoria.etreinare.com.br/detalhes/1040 Na dúvida, fale conosco!

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo